// ATA DE FUNCAÇÃO DA ABOMI

Aos oito dias do mês de março de mil novecentos e oitenta e dois, na sede da Associação Brasileira de Odontologia, sita à Av. Treze de Maio 13/10° andar, reuniram-se os dentistas militares com a finalidade de fundar a Academia Brasileira de Odontologia Militar. As 19h30min foi feita a primeira convocação. Por consenso geral ficou acertado que se aguardasse a segunda convocação, o que foi feito.

As 20 horas, em segunda convocação, foram iniciados os trabalhos sob a presidência do cirurgião-dentista militar mais antigo presente, Capitão-de-Mar-e-Guerra Dr. Hélio Walker Ribeiro, que convidou para a mesa os dentistas mais antigos do Exército e da Aeronáutica, os cirurgiões-dentistas Dr. Maurício Renê de Ferrante e Dr. Adolpho Bucaresky, respectivamente, e para secretariar os trabalhos o Ten. Cel. Dent. Dr. José Alcântara Bomfim. Após a composição da mesa, foi declarada aberta a sessão. Em seguida, o Senhor Presidente determinou a leitura do Edital de Convocação, cujo teor é o que se segue:

"A comissão constituída para implantação da Academia Brasileira de Odontologia Militar - ABOMI - convoca os cirurgiões-dentistas militares para a Assembleia Geral que fará realizar-se na sede da Associação Brasileira de Odontologia-RJ, na Av. Treze de Maio 13/10º andar, no dia 8 de março de 1982, às 19h30min em primeira convocação, e às 20 horas em segunda e última convocação, com qualquer número de presentes, para deliberar sobre a seguinte Ordem do Dia: l - aprovação do Estatuto da Academia Brasileira de Odontologia Militar - ABOMI; 2 - eleição da Primeira Diretoria; 3 - assuntos gerais". Após a leitura do mesmo, foi feito um relato dos fatos que precederam a presente Assembleia, cujo teor foi o seguinte: "A criação de um órgão que congregasse todos os cirurgiòes-dentistas militares era uma velha aspiração. Com a realização dos Congressos de Odontologia das Forças Armadas, no Rio de Janeiro, nos anos de 1977, 1979 e 1981, os cirurgiões-dentistas militares praticamente iniciaram uma nova fase de convivência proporcionada pelo ambiente de camaradagem e intercâmbio científico, cultural e social. A cada congresso era maior a participação, e os resultados alcançados, mais animadores e promissores. Em setembro de 1981, foi realizado, no Rio de Janeiro, o 69º Congresso Mundial de Odontologia, patrocinado pela Federação Dentária Internacional.

Esse Congresso, pela primeira vez realizado na América do Sul, teve uma estrutura grandiosa que atraiu cirurgiões-dentistas militares de vários países. Foi constituída uma Comissão de Cirurgiões-Dentistas da Marinha, Exército e Aeronáutica, nomeados pelos respectivos ministros militares, para a organização do Capítulo Militar do 69º Congresso Mundial de Odontologia. Esse trabalho exigiu mais de um ano de preparação pela firme determinação do grupo em realizar o melhor possível, uma vez que as atenções do mundo odontológico militar estariam totalmente voltadas para o Brasil. Os objetivos foram plenamente atingidos, demonstrando que com um trabalho consciente e unido se pode chegar a resultados de pleno sucesso. Animados com o êxito alcançado e dispostos a não deixar morrer um longo trabalho de aglutinação dos cirurgiões-dentistas militares brasileiros, os integrantes da Comissão Organizadora do Congresso associados a outros colegas constituiriam a Comissão de Odontologia. Sua fundação visa aumentar a representatividade dos profissionais da área de Saúde dentro das Forças Armadas, pois em sua organização são previstas Comissões de Medicina e Farmácia. Outrossim, a exemplo da Medicina, a Odontologia já possui seu Conselho Federal, Conselhos Regionais, Associações Estaduais, Associações de Especialidades, Academia Civil e outras similares, faltando tão somente a Academia Brasileira de Odontologia Militar. O anteprojeto do Estatuto da Academia, ora apresentado para aprovação pela Assembléia, é o resultado de um longo trabalho desenvolvido com muito esforço por parte dos membros da Comissão. A ABOMI, com sede e foro na cidade do Rio de Janeiro, será uma entidade civil, cultural e sem fins lucrativos, congregando inicialmente setenta e cinco acadêmicos, sendo seus principais objetivos:

a) incentivar o estudo das ciências odontológicas em seus múltiplos aspectos, especialmente em suas aplicações à coletividade dos militares; b) cooperar com as autoridades militares e os poderes públicos, como órgão técnico de odontologia militar, em tudo que estiver relacionado com a profissão e o interesse público; c) estimular e acompanhar, através de comissões, os trabalhos, as reuniões, os congressos e cursos odontológicos realizados nos âmbitos militar e civil, no Brasil e no exterior; d) propor, criar e orientar estudos especificamente voltados para a aplicação da odontologia às atividades militares.

A Academia manterá uma publicação com o objetivo de divulgar memórias e demais trabalhos relativos às suas atividades. O Patrono da Academia é o Alferes Joaquim José da Silva Xavier - Tiradentes -, sendo 21 de abril considerada a data magna da Academia, ocasião em que será realizada a Sessão Solene.

A presidência da Academia será ocupada inicialmente por um Oficial Superior da Marinha, tendo em vista ser esta a Força mais antiga do Brasil.

Revista Brasileira de Odontologia Militar

Rio de Janeiro ano XVI n.18 Jan/Dez 1998

// NOSSOS CURSOS
// HOME // INSTITUCIONAL // CIENTIFICA // NOTICIAS // HISTORIA // INGRESSAR // FALE CONOSCO
Home Diretoria
Estatuto
Acadêmicos
Símbolos
Hino
Caderno de Odonto
Cursos
Revista OnLine
Boletim OnLine
Código de Ética
Nossas notícias
Destaques
Editoriais
Surgimento
Ata de fundação
Membros Fundadores
Instalação
Ingressar Formulário


ABOMI
Academia Brasileira de Odontologia Militar
Rua Alcindo Guanabara, 17/21 sl. 1001 a 1005 - Centro - Rio de Janeiro - Cep.:20.040-003
Tel/Fax: (21) 2220-6798 || E-mail: abomi@terra.com.br